Paris me Chama

Moda, Beleza e dicas de Paris

by Paula Saady

Ter babá no Brasil e na França

Ter babá no Brasil e na França

Dica de mãe Lifestyle

Essa semana se falou muito sobre as babás, e eu como mãe de duas meninas, vou falar do que acho da babá no Brasil e contar como funciona aqui França. Sobre a foto do casal com a babá na manifestação do Rio de Janeiro eu gostaria de dizer que acho normal ter babá no Brasil, uniformizada ou não, isso vai de cada um.

Aqui na França eu nunca tive babá fixa, só babysitter ocasionais. Mas provavelmente teria babá no Brasil. E por que ? Porque o custo de vida para um casal criar dois filhos no Brasil é altíssimo. Os dois pais tem que trabalhar, e muito, para conseguir educar bem as crianças, e precisam de serviços. Só quem é mãe sabe quanto custa a escolinha, o ballet, a natação, plano de saúde, o passeio de final de semana. Aqui na França as despesas são diluídas, pois todas as classes tem direito a uma “bolsa família”.

A escola e saúde de boa qualidade são fornecidas pelo governo além de outras ajudas de custo ocasionais. Para quem precisa de verdade, ainda existe financiamento para comprar enxoval e para as férias de verão. Se a gente colocar tudo na ponta do lápis, criar um filho na França é mais barato e os pais podem se permitir de trabalhar menos e passar mais tempo criando seus filhos sem precisar contratar uma babá em tempo integral. Outro ponto importante, é que a escola aqui dura o dia inteiro, e não meio-período como no Brasil.

Na França, o abismo social é bem menor e as babás ganham bem, muitas têm até diploma e formação adequadas. E como custa caro, existe um sistema de babá dividida, onde até quatro famílias dividem o salário e encargos sociais da mesma babá, que pode ser responsável por até 4 crianças, e os pais se organizam para reuni-las em uma única casa. Isso é super normal por aqui, se chama “la garde partagé”. Mas não, elas não usam uniforme como a babá no Brasil. Sim, a maioria são imigrantes de descendência africana, muitos vão dizer que é um forma de racismo. Mas o que eu escuto aqui entre as mães francesas é que as norte-africanas, negras ou não, são mais procuradas pelas famílias pois culturalmente possuem um instinto maternal mais aguçado enquanto as européias são mais frias.

Cenas de um final de semana: com a baby no vernissage, e familia parisiense nas ruas
Cenas de um final de semana: com a baby no vernissage, e familia parisiense nas ruas
Cenas de um final de semana: com a baby no vernissage, e familia parisiense nas ruas

E por que da folguista de final de semana ? Eu nunca tive pois a cultura aqui na França é outra, mas confesso que tem momentos em que eu gostaria. Um final de semana com duas crianças pequenas, com direito a passeios, jogos, atividades, e refeições pode ser exaustivo para os pais, principalmente se a semana de trabalho foi puxada. Sexta-feira é o dia em que eu marco menos compromissos, só para poder estar em forma para a maratona do final de semana.

Sabe aquele domingo que você quer dormir até meio dia, cochilar de tarde, ver um filminho tranquila e curtir o seu marido ? Na Europa pode esquecer, isso é para quem tem babá no Brasil.

Uma folguista bem preparada pode até salvar um casamento, pois elimina muitas tensões relativas a “produção executiva” da vida familiar.

O ponto positivo de não ter babá é que as crianças participam de tudo: vernissages, jantares, exposições. Mesmo sendo cansativo, na França os pais passam mais tempo com os filhos, e eles não ficam com aquela sensação de terem sido criados pela babá ou empregada doméstica, como acontece no Brasil.

Eu estou bem adaptada no estilo de vida daqui, mas as vezes bate aquela invejinha branca das mordomias no Brasil.
Adoro quando escuto de alguma amiga brasileira de passagem em Paris.
– Paula, você já tem dois filhos e está tão magrinha…
– Eu tenho personal kid, me tira da cama as 7 da manhã e me faz correr duas horas no parque…

Não - não temos babá / Sim, estamos exaustos ! / Quem disse que é fácil ?
Não - não temos babá / Sim, estamos exaustos ! / Quem disse que é fácil ?

Enfin, eu acho que cada mãe sabe o peso da bolsa que carrega e eu respeito muito a decisão de cada família.

Dica de como encontrar babá em Paris

Para quem busca uma babá ou baby sitter ocasional na França, eu recomendo o site Yoopies, é uma espécie de Airbnb das babás, onde você vê o perfil, e ainda os pais que já chamaram fazem avaliações do serviço da profissional, já usei várias vezes e adorei. Inclusive se você chegou em Paris agora e quer trabalhar de baby sitter, esse é o melhor site para encontrar as famílias. ( isso não é uma publi, é uma dica )

https://yoopies.fr

Bjs

Paula

0 Comentários
Newsletter