Paris me Chama

Moda, Beleza e dicas de Paris

by Paula Saady

Entrevista com a designer Marie Marot

Entrevista com a designer Marie Marot

Mode Portfolio

Entrevistei a Marie Marot para Harper’s Bazaar Brasil e gostaria de compartilhar com vocês.

Estou sempre em busca das pessoas mais interessantes, que representem bem o estilo francês, então adorei entrevistar a Marie Marot. Vejam o link da entrevista aqui no site da Bazaar.

Entrevista com a designer Marie Marot

Porque eu estou postando isso agora ? É por que a Marie Marot acaba de assinar um colaboração com a clássica marca francesa Saint James. Dois olhares clássicos é claro produziram uma coleção super minimalista de bons básicos. O tipo de coisa que eu tenho vontade de investir no momento. Roupa boa, de qualidade com estilo e que vai pra qualquer lugar. Depois é só acessorizar e foi! Veja agora a entrevista dela, e algumas fotos de seu estilo parisiense inconfundível.

Entrevista com a designer Marie Marot

Marie Marot é o tipo de mulher que você encontra usando derbies, calça de alfaiataria e um chapéu no Café de Flore. São pessoas como ela que fazem o mundo se apaixonar por Paris. Ao lado de nomes como Simon Porte Jacquemus e Guillaume Henry, ela faz parte de uma geração de novos criadores que mistura a tradição francesa com toque avant garde. Ela nunca fez escola de moda, mas sua marca de chápeus e camisas básicas-mas-nem-tanto, moldada a sua própria imagem, vem atraindo fãs mundo a fora. Ela já possui 50 pontos de venda uma delas a Colette. Aliás, a multimarcas acaba de dedicar uma vitrine inteira a sua coleção em colaboração com a marca Saint James.

“Tudo começou depois de uma experiência como relações-públicas em moda”, explica Marie Marot, em Paris.

“Vi que isso não era para mim e tive a ideia de fazer uma exposição com alguns jogos de palavras de duplo sentido, gravados em placas de bronze. Isso acabou não acontecendo, mas a ideia evoluiu e decidi produzir as pequenas placas em bronze para colocar em carteiras e gorros, duas coisas que uso muito no meu dia a dia.”

São palavras como Poe(trY), aL(oNe) ou nomes importantes para ela, como Moz[art], [War]hol, Heming[way], B[as]quiat, que revelam seu apurado e um tanto subversivo senso de humor.

“Nunca pensei em criar itens de moda, mas bons objetos, atemporais e fortes, que contassem um pouco da minha história, algo que dê vontade de colecionar. As meninas que encontram nas peças uma boa equação entre masculino e feminino, clássico e cool, prático e sofisticado”

Entrevista com a designer Marie Marot

Depois do sucesso dos gorros e carteiras, Marie começou a desenhar camisas e chapéus, outros itens indispensáveis em seu próprio guarda roupa.“Não tem nada mais sexy e moderno do que uma mulher com uma linda camisa. Não podemos nunca nos esquecer dos bons básicos. Se você observar, as mulheres de personalidade forte e elegância sem igual, como Inés da La Fressange ou Caroline de Margret. Elas são as mais simples.

Discurso firme, que só soma a verdade e consistência de sua marca. Marca, aliás, que preza também pela máxima qualidade.

Não tem nada mais sexy do que uma mulher com uma linda camisa

Sua camisas com linhas puras, por exemplo, são fabricadas com exclusividade em Istambul – “uma cidade jovem e cheia de energia, que me inspira muito”.

Minimalista até na beleza, ela prefere cremes naturais, como os da recém-lançada marca Bully, do amigo e artista Ramdane Touhami. Ela também é assídua dos tratamentos do Spa Clarins.

Não uso muita maquiagem, mas adoro todos os cuidados com a pele e o corpo. Só não abro mão de um batom vermelho para sair à noite.” Fã de Picasso, Alberto Giacometti, Pierre Soulages e autores como Théophile Gautier e Virginia Woolf. Ela coleciona poemas, cadernos, chapéus, camisas, porta-cigarros, tudo que possui história.

vejam a entrevista;

Entrevista com a designer Marie Marot

Chic não é ! E vocês, o que vocês acham do estilo super minimalista?
Fotos Fe Pinheiro e reprodução.

0 Comentários
Newsletter