Paris me Chama

Une brésilienne à Paris

by Paula Saady

Exposições Cult: Gus Van Sant,  Velvet Underground e Beat Generation

Exposições Cult: Gus Van Sant, Velvet Underground e Beat Generation

Art Lifestyle vintage

Hoje eu vou falar de três exposições cult que estão acontecendo em Paris agora. São três exposições que não estão ai por acaso: São épocas, atitudes e situações que tem inspirado muito o presente, principalmente na moda que é uma verdadeira esponja da cultura contemporânea.

Gus Van Sant

Diretor de alguns filmes que eram cult minha adolescência Drugstore Cowboy, que contava a estória de alguns junkies que assaltavam farmácias no Estados Unidos, e Last Days, uma visão poética dos últimos dias da vida do Kurt Cobain, do Nirvana. Gus Van Sant é cultura obrigatória para quem curte esse universo super anos 90 como Elephant, que ganhou a Palma de Ouro de 2003 em Cannes e My Own Private Idaho. Aliás, como os anos 90 voltaram a moda acho que é uma filmografia a para rever se você estiver buscando inspiração. Gus Van Sant faz parte do grupo de artistas cult e underground e nessa exposição vemos suas relações com Willian Burroughs, Larry Clark, Harmony Korine, até Pasolini. A exposição mostra bastante a preparação os roteiros, as cartas, enfim, toda uma parte dos bastidores, eu amaria encontrar mais imagens.

Gus Van Sant – até 31 de julho – Cinematèque de Paris

Aliás, por falar em William Burroughs, tem uma linda exposição sobre a Beat Generation que acabou de começar no Pompidou.

O joven Jack Kerouac
O joven Jack Kerouac

Beat Generation

Uma das exposições cult mais badaladas da temporada fala de um dos movimentos de contra cultura americana mais importante do século XX. O que a gent conheçe bem é o Jack Kerouac com seu clássico « Pé na Estrada » que já virou filme mas o livro eu recomento, tem uma sensação de liberdade impressionante, acho uma leitura obrigatória na vida.
William Burroughs, Allen Ginsberg et Jack Kerouac com sua literatura liberal, louca e sem restrições acabaram sendo um do precursores da revolução sexual que começou no anos 60 nu mundo inteiro. Dica: tem um filme alucinante chamado Naked Lunch, do David Cronenberg ( um diretor que eu amo), baseado na obra homônima de William Burroughs.
Os beatniks estavam em tudo: literatura, música, fotografia, colagem e como eu gosto muito das exposições do Centre Georges Pompidou, que ir já e contar mais para vocês no snapchat.

Beat Generation – até 3 de outubro – Centre Georges Pompidou

Editorial de moda masculina by Jonathan B inspirado na Beat Generation
Editorial de moda masculina by Jonathan B inspirado na Beat Generation

Exposições Cult: Gus Van Sant,  Velvet Underground e Beat Generation

Velvet Underground, New York Extravaganza

Um dos meu grupos preferidos de todos os tempos está com exposição multimidia em homenagem aos 50 anos do álbum da banana, ilustração de Andy Warhol (quer diretor de arte melhor ?) . O grupo de Nova York formado por Lou Reed, Jonh Cale, Moe Tucker, Sterling Morrison e claro a diva loira Nico, foi uma das maiores influências do rock de todos os tempos. Pergunte ao Hedi Slimane, e ele dirá ….

Velvet Underground, New York Extravaganza – até 21 de agosto 2016 – Philarmonie de Paris

Nico
Nico

Gostaram das minhas exposições cult em Paris ? Moda também é cultura, continuem acompanhando no instagram @parismechama e no snapchat : parismechama

0 Commentaires
Newsletter